terça-feira, 1 de julho de 2008

Mondego no seu melhor . . .

Eis mais um modelo inovador criado em Quinhendros e desenvolvido na Ereira, destinado ao promissor e exigente mercado do "Baixo Mondego". Disponível em várias cores e brevemente em versão "Sofá", reúne todas as condições para a pesca da boga, do achigã, do barbo e da carpa. O "gadelhudo" da foto não é quem poderão pensar, mas sim Joaquim Almeida morador na outra margem do Mondego, mais concretamente em Granja do Ulmeiro.

Assim valerá a pena pescar - comentam os "Montemorenses", que diga-se em abono da verdade, são muito "achacados" a problemas musculares nos lombares e dorsais. Para eles esta invenção não é mais do que uma (mega) revolução na robótica e na arte de pescar, havendo quem defenda a dedução das despesas com a aquisição desta embarcação, na rubrica "despesas com saúde" no Mod.3 de IRS. Para os mais distraídos pf concentrem-se na foto, onde são visiveis dois patos sendo o da direita pertencente à Reserva Natural do Paul de Arzila, e o da esquerda é meramente civil.

1 comentário:

joao veiga disse...

Se o amavel arrumador de gaivotas patenteasse rabo de cavalo, diria ser o nosso amigo Bolha, mas assim, mais ao estilo Bill Klockitz, parece de facto um arrumador de gaivotas, profissão de extrema utilidade na Granja do Ulmeiro e em Alfarelos, face ao denso tarfego de embarcações a pedais e super petroleiros que demandam o (POAP)Porto Oceanico de Aguas Profundas do Choupalinho.