segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Porto / Gaia

Falamos de 2 cidades, separadas por um Rio (com letra grande) e unidas apenas por duas coisas. Pontes e Red Bull Air Race. Esta última apenas um fim-de-semana por ano, tal qual a nossa visita náutica.
Pessoalmente noto, que ambas as cidades nutrem pouca simpatia pela actividades náuticas, um pouco à semelhança do IPTM, do IND (já extinto?) e outros organismos que tais. As condições para amarração não são nenhumas, e não fosse a boa-vontade de algumas pessoas ligadas ao negócio do “DOURO CRUISES TO TOURISTS”, as coisas tinham sido ainda piores.
No ano passado amarrei no Porto, tendo este ano optado por Gaia, apenas para ser diferente. Fomos poucos os que seguiram esta opção, a saber (para além do CELTA MORGANA) : Lots of fun, Zurk, Mike Davis e Freedom. O Freedom conseguiu uma amarração VIP (em last minute), enquanto o Lots of fun e o Celta também não se podem queixar, pois acostaram ao RIBADOURO facilitando (e muito) o penoso processo de acesso a terra.
A qualidade destes locais de amarração (Porto e Gaia) para atracação de veleiros, oscila entre a qualificação de MERDA e de GRANDE MERDA. Sabedor da subjectividade inerente a qualquer classificação, classificaria com MERDA qualquer uma delas, admitindo porém que outros a classifiquem de forma diferente. Uma pernoita nestes locais, relembra-me o João Garcia, quando este escala aquelas paredes vertiginosas nepalesas e dorme com o pensamento nas “avalanchas”.
Obviamente que a escolha destas marinas, é da exclusiva responsabilidade das ORGANIZAÇÕES VEIGA, que não efectua um trabalho de campo com o rigor que a flotilha merece, ou então, cede às pressões frequentes de Rios, Menezes e Cª Lda, arrastando os seus clientes frequentes para locais pouco recomendáveis. Sugiro que na próxima subida à majestosa cidade de Vila do Conde, possam ser escolhidas pelos responsáveis das ORGANIZAÇÕES VEIGA, marinas com a de Espinho, Furadouro ou Aguda, para não falar na famosa Marina de Mafamude.
Tudo tem de estar mal equacionado, quando um destacado administrador das ORGANIZAÇÕES VEIGA, deixa de ser preocupar com aspectos organizativos e concentra o seu “Know-how” no “chouriço” do Zé de Lanhelas ou naquilo que vê na Sraª do Socorro.

5 comentários:

joao madail veiga disse...

Sabes o que é que o Veiga te diz, sabes???????

Anónimo disse...

Organizações Veiga...
Correu tudo como manteiga !!!!

X disse...

Se não fosse o Eng. Veiga, as barcaças não saíam de Aveiro. Essa é que é essa. Com ou sem chouriço..

X

João Manuel Rodrigues disse...

Colocadas que estão estas criticas construtivas, tudo leva a crer que a próxima edição estará da cargo das "Organizações Pardal - onde nada corre mal".

Ficamos a aguardar.

João

Artur Fernandes disse...

Olá Pardal! Esta sugere-me um adivinha:
O Porto tem 6 pontes sobre o rio.
Qual é a outra cidade portuguesa com os mesmos atributos?