domingo, 28 de fevereiro de 2010

Forcados Náuticos

onde é visível a lide de um grupo de forcados náuticos)

Pega (Wikipedia)

Pega de caras. Após a lide do touro pelo cavaleiro tauromáquico é comum entrar em cena o bandarilheiro que efectua algumas manobras com um capote posicionando o touro para a pega. De seguida entram em cena os forcados. Os forcados são um grupo amador que enfrenta o touro a pé com o objectivo de conseguir imobilizar o touro unicamente à força de braços. Oito homens entram na arena, sendo o primeiro o forcado da cara, seguindo-se os chamados ajudas, primeiro e segundo ajuda (os mais determinantes) e demais forcados que também ajudam na pega, terminando no rabejador que segura no rabo do touro, procurando deter o avanço do animal e fixá-lo num determinado local para quando os seus ajudantes o largarem este não invista sobre eles. A pega é consumada quando o forcado da cara se mantenha seguro nos cornos do touro e este seja detido e imobilizado pelos seus companheiros. Nas touradas em que os touros são lidados a pé não existe pega.

7 comentários:

Pedro disse...

Pá! Isso é o meu barco! E não é bem um toiro porque tem 3 cornos! E os forcados não são forcados porque não têm vestes apaneleiradas e porque é sabido que os forcados não apreciam água!

Enfim, só incorrecções. Mas desta passa :D

João Manuel Rodrigues disse...

Bem, o conceito não tá mau de todo, e apesar de ter soltado um gargalhada, (que rápidamente consegui controlar), tenho de denunciar o facto de a foto a foto haver sido retirada sem as devidas autorizações, pelo que me considero lesado no meu património.
O Sr Fernando Alves, well known as Captain Tony Pardal Sepiquingue, deveria saber que isto de roubar fotos de campinadas é mau, pior, pior, só mesmo de xarrocos.

A partir deste momento todas a minhas fotos têm os cópiraites reservados.

João
(Chefe dos Pilotos do Mar da Palha)

joao madail veiga disse...

Estamos em presença, aprende que eu não duro sempre, da famosa Toirada de Cordas, de origem na Terceira, e importada para o Ribatejo pelo nosso Amigo Mama's, e adoptada pelos seus pares ribatejanos.
Não foi fácil, pois eles estavam mais habituados a pegas de cernelha com e sem rabejador.
Mas efim, lá se adaptaram e agora não querem outra que não a Toirada de Cordas.

João Manuel Rodrigues disse...

Épá, tava a ver que não aparecias, o Pardal, já me tinha perguntado por ti 4 vezes, vá lá 5, eu até lhe respondi;
"Ele não perde uma tourada, para ainda não ter comentado, só pode estar nas termas, ou então a pegar de caras um cozido á portuguesa, junto com o Grupo de Moços Forcados Amadores de Ilhavo e Cantares da Fisola"

João

Pedro disse...

Pôrra, para a próxima espero que a maré desça, ou a que a cheia passe, e puxo o barco com o Ford Fiesta, como de costume...

Carlos Pinto disse...

Parece-me mais um evidente caso de falta de combustível.
Já tinha acontecido na Nazaré, agora ocoreu um mais a sul.

Anónimo disse...

Será que os rabejadores agarram no rabe do toiro?